Motivos e causas do divórcio, divórcio


Algumas pessoas se casam entre si, e depois se divorciaram. Casamentos que terminam em divórcio, na maioria dos casos, nunca vai entrar. Nos últimos anos, o número de divórcios tem vindo a aumentar em todo o mundo. Quais são as principais causas de divórcio? Os resultados da pesquisa psicólogos e sociólogos sugerem que os motivos para o divórcio ea razão para o divórcio tem um número de razões justificadas e injustificadas.

A falta de compromisso com o casamento, a incompatibilidade sexual e infidelidade de um dos cônjuges. Os casamentos não são sempre para o amor. Às vezes as pessoas se casam, tomar decisões rápidas, e quando se verificar que as suas expectativas não são cumpridas, há uma ruptura de relações.

O motivo para o divórcio pode ser uma falta de comunicação entre os cônjuges. Sem a interligação estreita e relações comuns interesses não pode ser prolongado e favorável. Ressentimento e descontentamento um dos parceiros cria uma distância entre os cônjuges que podem causar a ruptura das relações.

Alcoolismo

Hoje, o divórcio é muitas vezes um motivo torna-se o alcoolismo, a embriaguez ou uso de drogas por um dos cônjuges (geralmente homens). Maus hábitos, mudanças no comportamento do parceiro cria um impacto negativo sobre a paz de espírito e segurança física.

O abuso físico

Violência física, muitas vezes, em particular o homem a uma mulher, torna-se um motivo para o divórcio.

Tais situações exigem ação imediata. Se você estiver em um ambiente perigoso é essencial para isolar-se imediatamente de um tal homem, eo relacionamento com ele.

A violência física contra um cônjuge ou, especialmente, para os seus filhos é inaceitável.

As diferenças religiosas

A razão para o divórcio poderia ser um conflito de crenças pessoais ou filosofia, e as diferenças religiosas. Às vezes, enquanto namoro e nos primeiros meses de casamento dos cônjuges não dão importância a estas diferenças, mas com o tempo eles podem se tornar uma verdadeira causa para o divórcio.

Razão para o divórcio

Divórcio — é estressante para ambos os cônjuges. Razão para o divórcio pode ter uma variedade de fatores que têm um efeito negativo sobre o relacionamento conjugal.

Esta mútua acusações, o desprezo, a vingança. O abuso de crianças: a violência ou comportamento sexual inadequado contra as crianças: entre as causas de divórcio, esta situação requer a ação mais urgente. Você quer limitar si e seus filhos do contato com essa pessoa, e imediatamente procurar ajuda profissional!

Número ilimitado de transtornos psiquiátricos

Distúrbio de saúde mental descontrolada de um dos cônjuges pode ser inseguro para outro.

Os motivos para o divórcio ea razão para o divórcio está estreitamente ligada.

As razões para o divórcio são situações quando o mau esposa conversam entre si e não podem resolver seus conflitos pacificamente. A impossibilidade de resolução de conflitos são as queixas mais comuns de casais divorciados. Antes de desistir de casamento, tentar aprender a resolver problemas familiares pacificamente e sem conflito. Caso contrário, se casou, você pode encontrar-se na mesma situação.

Natureza paixões mudam ao longo do tempo, os sentimentos são extintas eo entusiasmo inebriante inicial fica ainda mais qualidade diferente. Se você mudar sua atitude para com o seu parceiro e reacende a chama do amor — o divórcio no futuro é inevitável.

Questões financeiras

Dinheiro ou alguns dos seus aspectos, poderia ser uma possível causa das diferenças entre pares. Os casais podem discutir sobre questões como a responsabilidade financeira global, a situação financeira desigual, a situação financeira não divulgada, as despesas dos fundos e à falta de apoio financeiro.

A experiência mostra que o dinheiro nem sempre é a causa única ou principal do divórcio. No entanto, eles ainda são um fator significativo na quebra do relacionamento conjugal.

A Bíblia nos diz que Deus criou o casamento para toda a vida. Portanto, os cônjuges devem pensar sobre como aprender a resolver as diferenças em conjunto para superar as dificuldades, não procurar um divórcio.