Álcool nos primeiros meses de gravidez


Poucas pessoas duvidam que o álcool e gravidez simplesmente não são compatíveis. Mas, apesar disso, há pessoas que dizem que o álcool em pequenas quantidades não irá prejudicar a criança. Considere como o álcool nos primeiros meses de gravidez, desenvolvimento fetal. Além disso, durante a própria gravidez.

A influência de álcool nos primeiros meses de gravidez

Álcool nas fases iniciais situação interessante, muitas vezes as mulheres usam quando até mesmo ela não sabe que ela está grávida. Mas em álcool gravidez precoce traz mais problemas. Isto é devido ao facto de no início da gravidez são colocados todos os órgãos internos do bebé. No primeiro mês de gravidez, o consumo de álcool pode causar aborto espontâneo. A fim de determinar os perigos do álcool, olhar para o que está a acontecer neste momento com um embrião.

Durante a primeira semana após a concepção, os ovo fertilizado se move ao longo da trompa de Falópio para o útero. Ao mesmo tempo inicia-se muito intensa divisão do ovo. O útero recebe o ovo sob a forma de aglomerados de células. Durante a segunda semana, o ovo começa a enraizar-se na parede uterina. Ao mesmo tempo que começa a formar escudo ramificado — Córion, que é necessária para a fixação na cavidade uterina do óvulo. Foi durante as duas primeiras semanas após a concepção, o efeito do álcool afectam uma gravidez desta forma. De qualquer maneira o álcool não afeta a gravidez ou causar um aborto espontâneo.

Não é nenhum segredo que uma mulher que quer ter um bebê, tomar álcool, sem saber que está grávida após sofrer muito. Se a gravidez continua, mais longe ele deve ser excluído de beber completamente.

O consumo de álcool na quarta semana de situação interessante é muito perigoso, porque ele começa o processo de organogênese. Caso contrário, o guia começa, como a formação de órgãos internos da criança. Uma vez no corpo feminino, o álcool entra rapidamente na corrente sanguínea e, naturalmente, para o feto. Não é nenhum segredo que o álcool — uma substância tóxica que impede o desenvolvimento normal da criança.

Os distúrbios que podem ser observados na criança, na utilização do licor mãe

Idade do feto é de grande importância durante os efeitos tóxicos. A derrota do embrião nas primeiras 12 semanas de gravidez, durante a colocação de, aumenta o risco de várias malformações do bebê. O consumo de álcool no primeiro trimestre de gestação pode levar mais tarde para os seguintes desvios na criança. . Este subdesenvolvimento ou ausência de membros, deformidades dos dedos, malformações fusão nos órgãos sexuais de crianças, fenda palatina e outros Mais de 70% das crianças nascidas de mães que consumiram álcool durante a gravidez, existem: epilepsia, demência e vários outros doença mental. Adicionalmente em crianças pode ocorrer:. Enurese, visão turva e aparelho auditivo, a encefalopatia, hiperatividade e outros A razão é que, sob a influência de álcool na fase inicial do desenvolvimento fetal é bastante principalmente o sistema nervoso sofre.

É a manifestação mais comum da seguinte síndrome alcoólica (clínica) fetal: um desenvolvimento desproporcional de tecido adiposo, o desenvolvimento físico retardado, hipotonia muscular. Anomalias craniofaciais (redução do tamanho da cabeça) TIPO DE microcefalia, disfunção do sistema nervoso, o meio de achatamento da face. Uma borda vermelha estreita dos lábios, uma pequena seção da óptica fissura, epicanto, ptose, defeitos de departamentos de desenvolvimento olhos vesgo. Além disso, malformações do coração, articulações anormais, fenda palatina e lábio superior.

Também, falando de o efeito do álcool sobre o desenvolvimento da gravidez, deve ser notado que o álcool tem efeitos sobre o feto no embrião para fornecer substâncias tais como acetaldeído e etanol. Efeitos de tais substâncias na gravidez conduz a uma cessação da síntese normal do ADN e proteínas que se encontram em cérebro embrionário e na medula espinal.

Uma mulher que quer ter um bebê completo e saudável deve abandonar completamente o álcool na gravidez, porque um bebê saudável — este é o melhor que pode ser na vida dos pais.