A vida de uma mãe solteira

A visão tradicional de uma família feliz implica a presença obrigatória de mães, pais e crianças. Para a grande maioria das pessoas é essa família é tradicional e desejável. Mas a vida é diversificada, há famílias em que, por várias razões, não têm filhos, ou o papel de ambos os pais executar um dos adultos. Acontece que após o divórcio de seus pais os filhos muitas vezes ficar com a mãe, por isso há tantas mães solteiras. Lamentam, ajudá-los, eles são admirados, eles denunciam um pouco. Mas como a vida se desenvolve essas mulheres não sabem tudo.
Quem são as mães solteiras?


Algumas décadas atrás, as mulheres tornam-se mãe solteira escolha consciente parecia absurdo. Agora já não é uma raridade. Nas grandes cidades, onde a vida flui por suas próprias regras, onde as fronteiras entre o masculino eo feminino é quase apagados, muitas mulheres decidem ter um filho, independentemente de saber se pode encontrar um parceiro adequado ou não. Como regra, é bastante adultos realizada uma mulher que pode dar às crianças não só o abrigo, mas também pronto para assumir plenamente a responsabilidade por seu bem-estar. Estas mulheres não precisam do apoio ou apoio do Estado, eles confiam apenas em si mesmos.

Outra categoria de mulheres que muitas vezes são deixados a sós com seus filhos — uma jovem que tirou os filhos muito cedo, sem estar preparado para isso. Muitas vezes eles têm filhos fora do casamento ou de um casamento desfaz-se rapidamente, porque as crianças não foram planejados ou desejável para ambos os pais. Isso acontece quando uma garota é muito rápido e início da idade adulta começa a viver, mas não pode assumir total responsabilidade por suas ações. O que leva a gravidez precoce.

Bem, a categoria mais comum — uma mãe solteira, que ficou sozinho após um divórcio. Infelizmente, ninguém está imune a problemas e frustrações. Quando as pessoas a criar uma família, eles estão esperando o melhor, mas mudar ao longo do tempo, e as próprias pessoas e os valores da vida, o casal não está na estrada. Não importa o que se torna o iniciador da lacuna, porque seja qual for o motivo, é muito mais importante do que o fato de que a criança seja privada. As mães têm de assumir o papel do pai na educação da criança.

Dificuldades

As mães solteiras precisam de ajuda quase sempre. E não é apenas sobre o dinheiro, porque a maioria das mulheres ainda têm a oportunidade de ganhar o suficiente para sustentar a si e seus filhos. É muito mais difícil proporciona sociedade.
Em primeiro lugar, muitas vezes a mulher que traz uma criança sozinha, pois ela carrega uma dupla responsabilidade. Deliberadamente ou não, mas é apresentar exigências mais rigorosas na medida em que as pessoas olham com desconfiança para qualquer tentativa de organizar uma vida pessoal, datas tratados como atentado violento ao pudor, psique traumática da criança, mesmo se uma mulher se comporta estritamente dentro dos limites da decência. Acontece que para o direito de ter uma vida privada e ser mãe solteira feliz pagando condenação pública.
Em segundo lugar, uma mulher se depara com muitas situações em que ambos os pais participam, desde que a mesma não é efeito muito positivo sobre seu estado emocional. Numa época em que as mulheres casadas podem contar com a ajuda e apoio de seu marido, mãe solteira forçado a lidar-se. Na ausência de tal assistência, as mulheres muitas vezes se transformam em si mesmos, a sua vida raramente é um lugar para outra coisa que não a criança e trabalho.
Em terceiro lugar, não é segredo que as mães solteiras são expostos a pressão emocional dos outros. Isto manifesta-se de diferentes maneiras. Amigos casados ​​tratá-los com indulgência, muitas vezes crítico, porque a nossa sociedade é amplamente acreditavam que a responsabilidade de manter a família reside inteiramente na mulher. Se uma mulher não poderia encontrar um homem ou segurá-lo, a culpa desenvolve nele. Muitas vezes, há problemas no trabalho relacionados com o hospital para o cuidado de crianças, muitas vezes há casos em que os parentes não são muito correto intervir na educação da criança, acreditando que a mãe sozinha não pode lidar com isso.

Existem outros problemas que as mães solteiras sabem em primeira mão. Especialmente difícil é explicar os filhos crescidos, onde seu pai por que ele não vivem com eles.

Dirigindo-

Parece que não há nada mais fácil — basta encontrar um bom marido e pai de seus filhos, o tempo para resolver todos os problemas de mães solteiras. Mas estes tristes, se as crianças não precisam de seu próprio pai, tio estranho que eles precisam ainda menos. A mulher nem sempre está pronto para um relacionamento sério, é psicologicamente difícil de acreditar que o próximo homem. Além disso, as mães se preocupar sobre como seu relacionamento vai desenvolver mais padrasto das crianças, porque em qualquer conflito eles vão se sentir culpado. Algumas mulheres têm sorte, eles encontram um homem que se torna um verdadeiro pai para seus filhos e apoio para eles, mas isso nem sempre acontece.

Se o homem não tem o direito, então você precisa aprender a resolver seus próprios problemas. Não se esqueça de que a educação do homem é muito importante para as crianças, independentemente do seu sexo. Ambos os meninos e meninas precisam de uma mão masculina. Bem, se um pai mantém um relacionamento com as crianças após o divórcio, mas se não, você precisa encontrar uma maneira de sair. Claro. educar seus filhos uma pessoa estrangeira não pode deixar de influência de pessoas próximas necessários. Isso pode ser um avô, um tio, um bom amigo que de vez em quando para lidar com crianças que caminham com eles, para se comunicar. Mesmo ocasional, mas reuniões regulares são muito útil e ajudará as crianças a sobreviver a falta de um pai.

A mulher é muito importante para trabalhar em sua auto-estima. Sob a influência da opinião pública e da difícil situação que é muitas vezes sofre. A necessidade de se sentir como um ser humano completo digno de felicidade, não pode ser negado. Portanto, é importante para tentar encontrar na vida algo diferente do que as falhas do passado, dificuldades com crianças e rotina diária. Basta tentar encontrar algo que ajuda a manter a paz de espírito para se livrar da culpa e outras emoções negativas. É necessário e seus filhos como mãe feliz é muito melhor mãe infeliz.

Outro erro que muitas vezes tornam mães solteiras — esta proteção excessiva das crianças. Não é de surpreender que as crianças são para eles as pessoas mais importantes na minha vida, pelo menos por um tempo. Mas superproteção é prejudicial para a psique da criança. O garoto nesta situação alarmante aumento, um dependente e imaturo. A mãe deve pensar que o tempo virá quando seu filho vai crescer e estar pronto para uma vida independente. Então ela tem que cuidar dele para ser feliz, não só na infância, ou seja, o trabalho para o futuro. Portanto, não importa quão grande a tentação, em qualquer caso, não pode inspirar o seu filho que as pessoas não podem ser confiáveis, mesmo se uma mulher tem experimentado recentemente uma traição. Muitas vezes, esse pecado mães solteiras com filhas, eles literalmente ensinar-lhes que todos os homens são a certeza de trair e enganar. O que distorce a imagem real do mundo da criança e afeta as futuras relações com o sexo oposto.

As mães solteiras estão vivendo uma vida difícil, mas muitas vezes ainda mais complicar-lo nós mesmos. O erro seria pensar que a presença de uma criança ou o divórcio põe em dúvida a possibilidade de uma maior felicidade. É importante manter uma qualidade daqueles que permitem esperar o melhor, para ser aberta e amigável. Na vida, essas mulheres interesses de si e seus filhos devem estar em primeiro lugar. Com esta atitude perante a vida não há lugar para preocupações com frases cáusticas de alguém ou dificuldades com a auto-estima. Ampla oportunidade a cada mãe para fazer seu filho feliz e ser feliz sozinho. Só precisa usá-los.