Restaurar relacionamento após o divórcio


Divórcio — uma questão complicada, e, acima de tudo mentalmente. Embora o lado material do divórcio no mundo moderno é muito frustrante. Portanto, após o divórcio, ambas as partes são geralmente frustrado e chateado. E, infelizmente, não acontece muitas vezes quando as pessoas estão em um bom relacionamento após o divórcio. No entanto, alguns casais simplesmente precisa restaurar as relações após o divórcio. Muitas vezes, isso acontece quando seu ex-marido e mulher ter filhos.

Neste caso, não há relações normais não vai fazer nada. Afinal, ninguém quer ferir a psique de crianças que sofrem e assim o divórcio é muito doloroso. Mas como pode afetar a recuperação do relacionamento após o divórcio de seu marido para sua esposa e vice-versa?

Mantenha-se nas mãos de

Em primeiro lugar, de modo a restaurar as relações com sucesso, é necessário que os dois lados foram interessados. Afinal, se um homem ou mulher simplesmente odeia seu ex-parceiro de vida, em seguida, uma relação normal é incerto. Portanto, para saber como se comunicar adequadamente com os outros, em primeiro lugar, você precisa aprender a controlar suas emoções. Lembre-se sempre que você pode ver as crianças para as quais você ainda amava a mãe eo pai. Então brigas entre você é para eles estresse severo. Toda vez que você quer brigar com o ex, lembre-se disso e manter-se em suas mãos.

Vale a pena lembrar que uma vez que uma pessoa com quem você não quer ter qualquer relacionamento, era o seu favorito. Claro que, em seguida, veio a decepção, mas não é necessário para se concentrar. Basta lembrar que esta pessoa também tem boas qualidades, por isso não já o odeio considerado mal quase universal. Vindo para encontrá-lo depois de um divórcio, tentar pensar em algo bom que está associado a ele. Em seguida, a restauração de relações será mais fácil e mais fácil.

Não interfira na vida privada

Outra razão, que é muitas vezes a causa da briga constante entre o ex-marido e mulher — o desejo de controlar a privacidade. Muitas vezes, mesmo se separaram, os ex-cônjuges ainda acreditam que têm o direito de saber tudo e para indicar o que fazer. Tal comportamento é absolutamente errado. Agora você já não são um casal, então todo mundo é livre para entrar e fazer o que quiser com sua vida, se é, é claro, ela não afeta o bebê. Portanto, não pergunte o ex-marido sobre como ele vive, com quem ele vive e outros detalhes pessoais. Deveriam ser realizados debates natureza mais formal, então não há nenhuma razão para se deslocar para o indivíduo e para lembrar velhos rancores. Bem, quando o tema da comunicação está se tornando uma criança comum. Neste caso, ambos os homens e mulheres, os nossos interesses coincidem, tantas vezes, o conflito não é por causa do que. Se de repente há um conflito nesta base, não devemos culpar a primeira é que ele é um tolo e não entende nada. Tente ouvir o seu ponto de vista e sobriamente avaliar se ele está certo. Talvez sua opinião é correta e você precisa ouvir, e não demitir imediatamente os seus argumentos.

Conversando com o ex-marido ou a esposa não tem que se lembrar do que era no passado, geralmente, se, é claro, não boas lembranças. Lembre-se que todos os conflitos e disputas e ressentimentos tinham ido embora não se repetirá. Então, por que então começar a ajustar-se uns contra os outros? Seja sábios, e deixe-se ao vivo. Porque, de fato, os conflitos entre os cônjuges continua exatamente para o momento, até que sejam totalmente liberada suas queixas. Se você pode perdoar o primeiro, então a sua atitude vai mudar radicalmente de negativo para neutro. E mesmo que ele começa a ir para o conflito, você nunca vai apoiar a sua iniciativa, vai ser porque você simplesmente não estão interessados.

Se o seu relacionamento acabou em divórcio, você nunca deve pensar que o ex-marido ou esposa arruinar a sua vida e levou a melhor. Lembre-se que você ainda deixou um monte de boas lembranças, e mais importante, as crianças que trazem felicidade para ambos.