Como ser um filho quando a mãe encontrou outro homem

Após o break-up e divórcio, a vida não acaba, e em um ponto a mãe pode conhecer o homem dos seus sonhos, que, na sua opinião, pode facilmente substituir o filho de seu pai. Isso é apenas, infelizmente, a criança nem sempre está pronto para tais mudanças drásticas na família e não podem compartilhar a alegria de sua mãe. O que fazer? Doe a sua felicidade? Ou existem formas que são capazes de escrever seus próprios ajustes e fazer sua clareza em como ser seu filho, se a mãe encontrou outro homem, e como fazer amigos com o futuro padrasto?


A vida com uma nova página.

Hoje em dia uma coisa como uma mãe solteira que é muito comum. Como regra geral, muito raramente, depois de um divórcio a criança permanece com seu pai. De qualquer forma, muitas vezes depois de um rompimento, os homens simplesmente «rasgar com o passado» e, se não estranho, parando com a sua esposa, o homem pode esquecer sobre seu filho, que já tinha para crescer. As razões para tal um monte de despedida, mas o resultado é sempre o mesmo — uma mulher criar um filho sozinha, tentando ser para ele e minha mãe e meu pai e melhor amigo. Mas um dia ela conhece um outro homem. Este homem está disposto a estar com ela e criar seu filho como seu próprio filho. Mas, neste exato momento, uma proporção significativa de mulheres confrontados com o problema de como ser seu filho, se a mãe e um outro homem como se adaptar a um novo bebê para um membro da família, ou seja, um homem que está tentando para tentar sobre o papel do novo pai. Torturando a si mesmo esta pergunta, muitas mães estão mesmo dispostos a desistir de sua felicidade, e para ser um para o bem da paz seu filho. Mas há senhoras que, apesar de insatisfação com a criança, tentando por todos os meios não se tornem, para organizar sua vida pessoal. Mas, infelizmente, ela traz para a família um monte de problemas e conflitos. Claro que, em tal situação, para dar conselhos universal filho, mãe e padrasto impossível. Mas tente responder às questões enfrentadas por uma família em que havia um homem novo, nós tentamos.

Você me disse «tio» ou «Pai»?

Esta questão, paradoxalmente, o mais emocionante para um menino. Claro, o filho pode ligar para o homem pelo nome, mas em nossa cultura geralmente chamado de «pai» padrasto, desta forma, mostra seu respeito por ele, e reconhece o seu papel na família. Mas isso não quer dizer, mas nesta situação a criança é melhor para determinar por si mesmos como é melhor chamar o padrasto pop. É por isso que a pressão sobre o filho da mãe, não necessariamente para o mesmo menino, compreender muito melhor um homem do que uma mulher, mesmo que ela era sua mãe. Só para esclarecer para mim a importância desse homem, o filho vai ser capaz de chamá-lo de «papai». By the way, se a criança é forçada a chamar o pai de um outro homem, em sua cabeça pode acontecer uma terrível bagunça. Afinal de contas, se essa pessoa é seu pai, que, em seguida, é o homem, a quem ele havia chamado essa palavra. Além disso, você precisa de um pai a amar, assim como a mãe. E isso significa que, se a minha mãe encontrou um outro papa, «pai velho» já é necessário deixar de amar? Ou talvez dois pais devem amar o mesmo? Todas estas questões atormentam a criança e não deixar que ele decida. É por isso que o único tempo e paciência pode causar a confiança menino e afeição por seu padrasto, e não se apressar em filho de mãe não vale a pena.

Onde devo começar?

Sempre vale a pena lembrar que formar um relacionamento com um padrasto é necessário antes que possa começar a viver com sua mãe sob o mesmo teto. Esta fase preparatória será capaz de ajudar o seu filho facilmente se acostumar com o novo homem na vida de sua mãe e sentir a segurança do bairro. Para este filho deve o mais rápido possível para ver este homem, falar com ele e tentar encontrar um interesse comum. Mas não fique no primeiro dia tentar buscar interesses comuns, porque um homem só pode aprender com o tempo. E a maioria das mães não precisa empurrar o filho para conversar com um amigo. Tudo deve ser ambiente descontraído e amigável. É necessário permitir que eles sejam apenas lá. By the way, eventos regulares e tudo relacionado com eles vai certamente ajudar a consolidar a amizade. Nesta fase, apenas 10 minutos para a criança sido um a um com um padrasto futuro.

Compromissos.

Os primeiros meses de vida, depois que a família tinha um novo papa, considerado o mais difícil, tanto para os recém-Papa e para seu filho. Afinal, para um homem acostumado, não só a criança, mas a própria mulher. Mas, apesar disso, é necessário conceder a sua atenção não só homem, mas também seu filho em um montante igual ao que a criança não aparecer com ciúmes. Mais importante, a criança foi capaz de sentir que ele é amado e apreciado, embora não muito e não só uma mãe, mas também companheiro, a quem ela recentemente encontrou. É interessante notar que muito mais rápido se acostumando com as crianças «novo pai» com idade inferior a três anos, independentemente do sexo da criança. Estudantes e adolescentes mais jovens também se adaptar muito rapidamente a mudanças na composição da família — eles já têm um pouco de experiência e compreensão de como construir relações entre as pessoas. Mas neste último caso, um padrasto deve não só provocar a simpatia criança e respeito, mas também de interesse para ele. É claro, uma enorme vantagem atos que ganhar a confiança de seu enteado é muito mais fácil do que a enteada. A coisa mais difícil com os meninos na idade de 10 anos. Nesta idade as crianças são uma determinada fase de desenvolvimento com a manifestação dos sentimentos do proprietário. O garoto pode entrar em conflito por causa da luta para a atenção de sua mãe. Portanto, sabendo que a mãe encontrou outro homem, um garoto pode cair em pânico e retirar-se para si mesmos. Em tal situação, é necessário provar que ele estava errado criança e fazê-lo de uma forma muito acessível e livre de conflitos. By the way, seu padrasto, neste caso, não é necessário para mostrar a sua posição de autoridade, as ações e as palavras certas — é algo que vai ajudar a estabelecer contato com a criança.

Algumas dicas para compreender como ser uma criança em tal situação:

1. A criança precisa entender que as relações amistosas com o padrasto não dar amor para sua mãe e um pai ausente.

2. Filho deve compreender que, para minha mãe, bem como para ele precisa de um amigo, que será capaz de se comunicar com ela de igual para igual. E este amigo que tinha encontrado na cara de outro homem (padrasto).

3. Não apresse as coisas. É necessário encontrar um novo pai traços positivos ao invés de negativos. Afinal, cada um tem algo de bom para considerá-lo importante.

4. Todos os problemas devem ser resolvidos através de negociações e não para estar zangado com o padrasto por suas novas regras.

5. Por último, padrasto tão fácil quanto para a criança, para que a criança deve entender e teimoso. Harmonia não vem imediatamente. Para fazer isso, você só precisa fazer esforços conjuntos e desejos. Só que neste caso, a família tem paz e compreensão!