Doença hepática e nutrição pacientes de fígado

Evite doença hepática hoje tão comum falhar, infelizmente, um pouco. O que leva à doença? E como se comportar, se você ainda hepática derrapou? Então, doença hepática e fígado de pacientes com comida — um tema de conversa hoje.


O que comer

Independentemente das suas refeições planeadas, o valor de qualquer produto só é guardada quando assar ou ferver, mas não quando a fritura. Um alimento de doentes com problemas hepáticos, deverá excluir todos os alimentos fritos, como uma combinação de gordura frito pode criar um aumento de carga até trabalhar corpo saudável. Além disso, muitos pacientes sabem que alimentos gordurosos não são úteis, pois é forte choque mecânico para os alimentos muito gordurosos do fígado e da vesícula biliar leva a uma forte redução da vesícula biliar e biliares poderoso emissões Salvo, e se há pedras, pode acabar no cama de hospital. O mesmo vale para alimentos picantes, muito ácidas (picles, picles), pesados ​​para digerir os alimentos (churrasco, e assim por diante. D.).

Em primeiro lugar, todos os pacientes devem ser excluídos do fígado a partir dos alimentos da dieta pesados ​​em gordura. Um monte deles na gordura suína e de cordeiro, uma vez que as gorduras são processados ​​na bile e danos no fígado quando foi produzida não é suficiente. Como resultado, os alimentos não processados ​​agravar o estado metabólico do fígado, e tudo isto é muitas vezes acompanhada por uma variedade de sintomas de dor. Mas, pelo contrário, é muito útil porque é óleos vegetais. A sua assimilação no corpo flui muito mais fácil, para além disso, tem um efeito colerético. No entanto, se uma pessoa está a sofrer de urolitíase, em seguida, para a óleos vegetais também precisa de ser tratada com cautela. Depois de tudo, o uso de óleo, em quantidades superiores a 2-3 colheres de sopa de uma só vez, a capacidade de melhorar e acelerar o movimento das pedras, e por isso que há cólica.

Aproximadamente fronteira prejudicial e benéfico para a gordura no fígado são manteiga e creme de leite. Eles são os mais neutro. Mas aqui é importante lembrar a norma. E você precisa para evitar diferentes margarinas, pois eles são o produto de origem artificial e contribuir para a criação de um encargo adicional para o fígado.

O que não comer

Em vários problemas com o fígado não é pratos saudáveis ​​com alho, cebola, rabanete, mostarda, rabanete, rabanete — eles contêm óleos essenciais que têm um efeito irritante grave, causando espasmos musculares e hepáticas em ataques suaves de cólica. O mesmo efeito e tem todos os tipos de especiarias: pimentas diferentes, caril, e assim por diante D. Não é inofensivo, até mesmo benéfica para pacientes com temperos hepáticas — é aipo, coentro, dill e salsa.. Mas, mesmo com eles em caso de problemas com o fígado precisa ser muito cuidadoso.

Causa de doença hepática — em nós mesmos

Doença hepática causada por inadequados, refeições irregulares, e quando ele está sobrecarregado por diferentes substâncias nocivas. E não é apenas álcool, mas certamente é o líder nesta lista triste — pode ser medicamentos que você toma o tempo, ou todos os tipos de tintas, vernizes, colas, gasolina, fumaça que você respira na natureza de suas atividades. Isto é o que está contido nos cigarros que você fuma (mesmo se você é um fumante passivo — você ferir o fígado). Esta série de toxinas produzidas nos tecidos do intestino do paciente, e muitos aditivos alimentares artificiais que entram no corpo em alimentos. E há «combatentes» especiais, com o objetivo de destruir o fígado nicho — é diferentes tipos de hepatite viral, e outros vírus não-específicas. Eles são capazes de destruir as células do nosso corpo, e os filtros, estes produtos de decomposição é o mesmo de fígado a longo sofrimento. O complexo destas influências causar hepatite (inflamação) e esteatose (acumulação de gordura nas células do fígado).

Esteatose

Esta doença, esteatose pode ocorrer quando o excesso de gordura alimentar nutricional, especialmente de origem animal — neste gordura caso simplesmente não têm tempo completamente dividida e processados, e os primeiros a se acumular nas células do fígado, e, em seguida, colocá-los não é suficiente, e as contas de gordura encher o espaço intercelular. Na maioria das vezes, o processo enfrentado por pessoas com excesso de peso. Naturalmente, esse trabalho normalmente fígado já não pode, e o processo da doença está ganhando força. Há um forte aumento nos níveis de colesterol, pressão arterial. Neste caso, a doença não dá quaisquer sintomas, o fígado não pode prejudicar, uma vez que é quase nenhuma terminações nervosas. Se você sentir desconforto no quadrante superior direito, é uma dor na vesícula biliar. É necessário consultar imediatamente um gastroenterologista — talvez ainda há esperança esta é a bolha curar sem cirurgia. Identificar ajuda de ultra-som esteatose, tomografia computadorizada, ressonância magnética.

Prevenção de esteatose é eliminar o impacto de fatores tóxicos, o tratamento oportuno de diabetes mellitus (se houver) é propriamente dieta equilibrada, luta eficaz contra doenças crônicas do aparelho digestivo. Os doentes que tomam hormonas para um longo período de tempo, têm de ser tomadas para a prevenção de drogas que melhoram a função do fígado.

Cirrose — «assassino concurso»

Cirrose do fígado — o resultado de doenças tais como a hepatite B e C, e em geral, quaisquer efeitos tóxicos adversos no fígado, tais como o consumo de álcool. Quando cirrose ocorre proliferação de tecido conjuntivo no fígado, que substitui e substitui as células de trabalho do fígado. Esta doença é fatal progride lentamente, os sintomas aparecem em seres humanos apenas alguns anos após o início do processo patológico.

Em geral, o fígado tem uma alta capacidade de recuperar, mas o fluxo de sangue na cirrose das células do fígado é interrompido proliferando tecido conjuntivo, e eles não têm a força para lidar com as suas funções como antes.

Diagnosticado com cirrose do conjunto, como regra, o desenvolvimento de complicações. Entretanto, se a doença é detectada numa fase precoce, a qualidade e a duração de vida do paciente pode ser significativamente aumentada por um médico qualificado ajuda.